Páginas

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Unhas decoradas simples

1 comentários
unhas decoradas simples


As unhas decoradas simples podem ser feita sem ir a uma manicure profisional, podesse ser feita em casa mesmo, no entanto, vale lembrar que se você não souber deixar as unhas decoradas, mesmo que de forma simples, cuidado para não pagar um mico e passar vergonha. Separamos um “como fazer unhas decoradas passo a passo” para deixar mais claro a forma mais adequada de pintar as unhas e ter o resultado da foto ao lado.
Algumas manicures podem ser consideradas artistas, pois são capazes de desenhar diversos tipos de flores, vários tipos de acabamentos, combinações de cores entre tantos artifícios.

Como fazer unhas decoradas?

1°passo: Esmalte as unhas com o esmalte incolor ou outro esmalte de sua preferência.
2°passo: Com o esmalte prata faça uma francesinha, só que um pouquinho mais larga.
3°passo: Usando o palito ou bastão faça três pontinhos amarelo um próximo do outro.
4°passo: Faça as margaridas roxas deixando o pontinho do meio para fazer outra flor.
5°passo: Com a tinta branca, faça uma margarida no meio das margaridas roxas.
6°passo: Com a tinta verde e o pincél faça galhinhos ao lado das margaridas roxas

Fotos – Unhas decoradas passo a passo

Em muitos momentos é possível saber características de uma pessoa a partir das mãos. Um destes momentos é quando olhamos as unhas. Por incrível que pareça, através das unhas conseguimos notar muitos aspectos, principamente da mulher. Através das unhas é possível perceber capricho, higiene entre tantas outras coisas. Agora que você já viu um passo a passo e dicas de como fazer unhas decoradas, faça você também

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Cachecol, polaina e boina

3 comentários


Olá pessoal este foi um pequeno mimo que fiz pra minha filhinha Amanda... Por aqui tá fazendo muito frio e mais um agasalho nunca é demais!!!

Bjokas da amiga Mone!!!









Achei um vídeo que mostra passo a passo como fazer esta boina, é muito fácil...
Site:



Aí tá minha filhota desfilando o mimo da mamãe!!!

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Bom domingoooooo

0 comentários




Um beijão à todos...
                                           Mone!!!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Procedimendos para sua sala de aula.

0 comentários


Professores inexperientes começam o primeiro dia de aula assumindo que devem apenas separar os conteúdos a serem dados aos alunos. Professores eficientes e experientes gastam a maior parte do tempo das duas primeiras semanas de aula em ensinar os alunos a seguirem os procedimentos.
 
 A sala de aula tem de ter procedimentos claros para os alunos seguirem. Toda vez que o Professor desejar que algo seja feito, tem de existir um procedimento ou um conjunto de procedimentos para a realização da tarefa.
 
     Alguns dos procedimentos que logo de início todo Professor deve ensinar aos alunos incluem: 
 
- Entrada na sala de aula: Será em fila? Sozinhos ou acompanhados do Professor? Professor estará aguardando na porta para recebê-los? As carteiras estarão identificadas no primeiro dia? Cada um escolhe o lugar que quiser para sentar?
 
-  Saída no término da aula: 10 minutos antes do sinal todos devem começar a guardar o material e arrumar as carteiras? só depois que der o sinal é que será permitido começar a arrumar os materiais? Alunos saem em fila ou não ? Saem primeiro os meninos e depois as meninas? Saem todos juntos com o Professor? Saem apenas quando a sala de aula estiver em ordem? 
 
- Retorno do intervalo: Podem entrar ainda comendo o lanche e tomando o refrigerante? Podem entrar depois que todos já estiverem na sala? Qual a tolerância permitida para retornar do intervalo? Podem mascar chicletes durante a aula? Podem levar garrafinhas de água para a sala? O que acontece se o aluno não retornar à sala de aula no horário estipulado?
 
- Atraso e faltas: Qual a tolerância para o atraso? Após o prazo tolerado qual será a consequência? Quem a aplica? Em caso de falta como o aluno ficará a par das tarefas dadas? Qual o prazo será dado para que o aluno coloque em ordem o caderno? 

- Mantendo o silêncio na sala: Para que os alunos se acalmem e prestem atenção no Professor é preciso criar um sinal para que eles saibam que você quer a atenção deles. Pode ser: sempre que você levantar a mão, ou fechar a porta, ou colocar a sua cadeira na frente do quadro negro, ou simplesmente ficar em pé com as mãos para trás, ou ainda fazer uma contagem regressiva do tipo 5, 4,3,2,1,0.

- Como a aula será iniciada: Será com uma roda de conversa? Uma oração? Uma música? com o roteiro da aula já escrito no quadro negro?

- Esclarecimento de dúvidas: O aluno deverá levantar a mão durante a explicação? Após a explicação? Deverá ir até a mesa do Professor após a explicação? O Professor irá até a carteira do aluno esclarecer?  Haverá um plantão de dúvidas após a aula?

- Trabalhos/Tarefas entregues fora do prazo: Serão aceitos ou não? A pontuação sofrerá alteração de quanto? Como os trabalhos devem ser entregues: digitados ou manuscritos? 

- Trabalhos em grupos: Os grupos serão sorteados pelo Professor ou os alunos poderão escolher quem quiser? Os grupos serão de quantos alunos? Caso um dos integrantes não esteja se empenhando? No caso de plágio ? No caso do trabalho ter sido feito por outra pessoa que não o aluno?

- Bullying: Os alunos que estiverem sofrendo intimidações dos colegas podem recorrer a quem? Quando ? Onde? Qual será a abordagem adotada para com o aluno agressor e o agredido?

ENSINANDO OS PROCEDIMENTOS:
 
        Muitos dos problemas de comportamento na sala de aula são causados pela falha em ensinar aos alunos como seguir os procedimentos. O Professor tem de aprender como efetivamente, criar procedimentos e fazer com que os alunos os pratiquem.
 
       Abaixo segue o resumo de um método de três passos que é muito eficaz para ensinar os procedimentos da sala de aula aos alunos:
 
- EXPLIQUE: Esclareça, explique e demonstre o procedimento
- PRATIQUE: Faça-os praticarem e praticarem sob sua supervisão
- REFORCE: Revise, reforce, pratique, e reforce o procedimento até que o mesmo torne-se um hábito e uma rotina para o aluno.
 
 Se a sua sala de aula já tem procedimentos implementados, essas dicas vão ajudar a esclarecer ainda mais como melhorá-los. Se a sua sala de aula ainda não tem os procedimentos, saiba que você precisa implantá-los com urgência.

Projeto Horta Escolar

0 comentários


A horta escolar tem como foco principal integrar as diversas fontes e recursos de aprendizagem, integrando ao dia a dia da escola gerando fonte de observação e pesquisa exigindo uma reflexão diária por parte dos educadores e educandos envolvidos.
O projeto Horta Escolar visa proporcionar possibilidades para o desenvolvimento de ações pedagógicas por permitir práticas em equipe explorando a multiplicidade das formas de aprender.

Objetivos:
Valorizar a importância do trabalho e cultura do homem do campo;
Identificar técnicas de manuseio do solo e manuseio sadio dos vegetais;
Conhecer técnicas de cultura orgânica;
Estabelecer relações entre o valor nutritivo dos alimentos cultivados;
Compreender a relação entre solo, água e nutrientes;
Identificar processos de semeadura, adubação e colheita;
Conhecer pela degustação os diferentes alimentos cultivados bem como nomeá-los corretamente;
Cooperar em projetos coletivos;
Buscar informações em diferentes fontes de dados para propor avanços a desenvolvimento de técnicas;
Análise e reflexão sobre prejuízos dos desperdícios alimentares;
Compreender a importância de uma alimentação equilibrada para a saúde;

Instalação e Manejo da Horta

A escolha do local está vinculada a disponibilidade de sol, água, condições de terreno e proteção de ventos fortes e frios. Poderá ser implementada em área retangular, cercada com alambrado e com um portão de acesso. Deve-se observar que o acesso das crianças a horta não deve oferecer risco algum de acidentes.

Critérios para escolha do local para implantação da Horta
Local Ensolarado: as hortaliças são plantas de crescimento rápido, mas precisam de muita luz para crescerem sadias e rapidamente.

Local próximo à água: água de boa qualidade e abundante é muito importante para a horta.

Terreno bem drenado: as raízes das hortaliças respiram em terrenos compactados ou encharcados a quantidade de ar disponível no solo é insuficiente para a respiração das raízes, atrasando o crescimento e ocasionando em muitos casos o aparecimento de doenças nas raízes.

Composição do solo: analisando o solo, encontramos 4 elementos (argila, areia, a e matéria orgânica).

Local protegido: mesmo as plantas que vegetam na época fria, não apreciam ventos fortes e frios: o vento além de estragar folhas e frutos, aumenta muito o consumo de água.


Materiais necessários

Os materiais básicos definidos para um manejo adequado são:

§ Ancinho – utilizado para nivelar o terreno e retirada do mato capinado
§ Colher de Jardineiro – utilizado em operações de transplante de plantas
§ Enxada – usada para misturar adubos, terra e nas capinações.
§ Garfo – coleta de mato e folhagem
§ Regadores de diferentes tamanhos permitindo manuseio das crianças
§ Sacho – para aforamento da terra a capina entre linhas de plantas.

Semeadura ou Plantio

1) Sementeira – A sementeira pode ser de material reutilizável. Como regra, a profundidade das sementes das hortaliças a serem semeadas dependerá do tamanho da semente. A sementeira deve ser previamente umedecida e ser mentida úmida com regas pela manhã e tarde.


2) Transplante – O transplante é feito após as mudas apresentarem 4 a 6 folhas. Observar que a sementeira deverá ser molhada para a retirada das mudas.



Seleção de Hortaliças para Plantio
Classificação segundo o consumo (alguns exemplos):

a) Hortaliças Folhas – alface, almeirão, couve, chicória, repolho, acelga;
b) Hortaliças Frutos – tomate, berinjela, pimentão, pepino, quiabo, abobrinha;
c) Hortaliças Flores - couve flor, brócolos, alcachofra;
d) Hortaliças Raízes – cenoura, beterraba, rabanete, nabo;
e) Hortaliças Condimentos – alho, cebolinha, salsa, coentro.


Manejo da Horta

Serão levadas a efeito no manejo da horta:

* Irrigar diariamente observado o melhor horário para sua efetivação;
* Retirar plantas invasoras;
* Afofar a terra próxima ás mudas;
* Completar nível de terra em plantas descobertas;
* Observar fitossanidade da horta (insetos e pragas, fungos, bactérias e vírus);

Colheita e Higienização

A colheita será feita obedecendo ao período de maturação das hortaliças. Será realizada a higienização com auxílio das merendeiras.

Consumo

A colheita após higienização será servida como parte da merenda escolar reforçando a alimentação das crianças e proporcionando maior variedade nas opções presentes.





SUGESTÃO PARA PESQUISA COM OS PAIS

Esta atividade visa envolver a participação dos pais no projeto, possibilitando aos professores uma visão geral dos hábitos de seus alunos


Nome do aluno: idade
Turma
Pesquisa:
Data:

1)Seu filho come legumes ou verduras regularmente?
( ) sim ( )não

2)Escreva seis preferências de seu filho
1)
2)
3)
4)
5)
6)

3)Você como pai ou responsável, acredita ser importante o Projeto Horta Escolar em nossa escola?
( )sim ( ) não
Por quê?


Assinatura do pai ou responsável -


SUGESTÃO PARA PESQUISA - RESUMO POR SALA DE AULA

Esta atividade visa envolver a participação dos pais no projeto, possibilitando aos professores uma visão geral dos hábitos de seus alunos.


Professor número de alunos
Turma
Data:

Números de alunos em contato com a horta -
Hortaliças que mais gostam:
1)
2)
3)

Hortaliças que as crianças não apreciam:

1)
2)
3)

Atividades na horta que seus alunos mais apreciam:
( ) rega
( ) plantio
( ) retirada de pragas
( ) outras



Informações importantes:

Tomate

Vitamina A,C E e Ferro, Potássio
Maior resistência aos vasos sangüíneo, combate a infecções
Cenoura

Vitamina A, vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo
Regula o aparelho digestivo, purifica a bile e fortalece a pele
Cebolinha

Cálcio, ferro, niacina
Estimula o apetite, ajuda na formação de ossos e dentes
Abobrinha

Cálcio, ferro, vitaminas do complexo B e fósforo
Contra a fadiga mental, ajuda na formação de glóbulos vermelhos
Salsa

Ferro, vitamina A
Diurético, revitalizante
Alface

Ferro, cálcio, niacina, vitamina C
Combate insônia, ajuda na cicatrização dos tecidos
Almeirão

Vitaminas do complexo B e vitamina A
Protege a pele
Beterraba

Vitamina C, açúcar, vitamina do complexo B e vitamina A
Laxante, combate anemia e descongestionante das vias urinárias
Couve

Ferro, Vitamina A, cálcio,fósforo
Tônico, cicatrizante, estimulante do fígado
Repolho

vitamina A e C
Combate infecções, depurativo do sangue, estimula a produção de hormônios
Rúcula

Iodo, vitamina A e C
Cambate a fadiga, depura o sangue
Manjerona

Sais Minerais
Estimula a eliminação de muco nas vias respiratórias
Erva Cidreira

Sais Minerais
Tonico nervoso, combate cólicas intestinais
Hortelã

Sais Minerais
Analgésico, vermífugo,
Brócolis

Sais minerais
Flatulência, cólicas abdominais, diarréia
Espinafre

Vitamina A, tianina, potássio, ferro
Combate a desnutrição, manchas na pele e diabete
Berinjela

Sais minerais sódio, vitamina A
Antioxidante, baixa colesterol atua no fígado e


COMBATE AS PRAGAS - SOLUÇÕES PRÁTICAS E BARATAS


Chá de Sabugueiro

Ferver 300g de folha em 1 litro de água
Pulverizar
Controla pulgões
Solução Água e sabão

50g de sabão picado em 5 litros de água. Ferver
Pulverizar depois de esfriar
Controla pulgões e cochonilha
Gergelim

Providenciar um caminho de gergelim em volta do canteiro
Controla formigas, pois mata o fungo do qual se alimentam.
Suco de Pimenta

Fazer suco de pimentas vermelhas e água
Pulverizar
Controla formigas cortadeiras
Leite de Vaca

Usar puro
Pulverizar puro nas plantas controla o oídio em abóboras
Soro de Leite

Usar puro
Pulverizar
Controla ácaros
Macerado de Camomila

Imergir um punhado de flores em água por 2 dias
Pulverizar
Controla doenças fúngicas
Macerado de Cebola

1 kg de cebola em 10 l de água, deixar curtir por 2 dias
Diluir na proporção de 1:3 - Pulverizar
Controla lagarta e pulgões
Cobertura com casca de arroz

Utilizada como cobertura morta entre as plantas
Controla pulgões e moscas brancas
Macerado de manjericão

1 kg de manjericão em 1 l de água por 1 hora em descanso
Diluir na proporção 1:3
Controla besouros
Coentro

Cozinhar folhas de coentro em 2 l de água
Diluir na proporção de 1:3
Controla ácaros e pulgões



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:



Corrêa, Anderson Rodrigues – Plantas medicinais: do cultivo, á terapêutica, Petrópolis, RJ: editora Vozes, 1998.

Horta Escolar, Secretaria de Educação, Cultura e Esportes – Prefeitura Municipal de Jundiaí, 2003.

AUTORIA: Maria Inês S. C. Neves - agosto de 2006

Retirado do grupo:http://groups.google.com/group/sugestaodeatividadeescolar

Atividades - Festa Junina

0 comentários




















História de São João...

0 comentários
Fonte da imagem
HISTÓRIA


A festa é uma homenagem a São João Batista, primo de Jesus Cristo, nascido a 24 de junho. Ele era considerado um santo duro, inflexível, reservado e, às vezes, muito severo. Seu nascimento coincide com o solstício de verão (inverno na América do Sul) quando as populações do campo festejavam a proximidade das colheitas e, para afastar os demônios da esterilidade, pestes dos cereais e estiagens, faziam sacrifícios acendendo fogueiras...


Toda Europa conheceu esta tradição que, segundo a crença popular, deve-se a um pacto entre Nossa Senhora e Santa Isabel, mãe de João Batista. Delas, quem tivesse o primeiro filho acenderia uma fogueira à porta. Fazem parte, ainda, desta tradição as danças ao redor do fogo e os saltos sobre as chamas, todas as alegrias do convívio e de prenúncios de meses abundantes.

Ao contrário de outras festas religiosas como o Natal, por exemplo, onde as comidas típicas são quase todas importadas de países europeus (nozes, frutas cítricas etc.), a culinária de São João é essencialmente brasileira.


Hoje em dia, nas cidades que comemoram o São João, ainda mantém-se a tradição das quadrilhas (influência portuguesa dos corridinhos, uma dança típica cujos passos se assemelham à quadrilha), dos fogos (que não são só privilégio junino e sim de toda e qualquer manifestação de alegria dos povo) e das roupas juninas. Além disso, preservam, ainda, as brincadeiras como a cabra-cega, o quebra-pote e o pau-de-sebo, todos eles com grande participação da garotada.

NA BAHIA


A Bahia é conhecida como a terra do carnaval. Mas o Estado também tem outra grande festa, que movimenta todas as suas 417 cidades: o São João. Milhares de turistas de todos os lugares do Brasil curtem a festa junina na Bahia.

As atrações vão desde grupos regionais até atrações nacionais como Leonardo, Alceu Valença, Mastruz com Leite e Aviões do Forró, dentre outros. Sem contar com as diversas manifestações populares como a quadrilha, brincadeiras e comidas típicas. O São João da Bahia é a maior festa regional do Brasil.

As Informações são do Site São João da Bahia